popular:

A melhoria do emprego juvenil na Espanha baseia-se no trabalho temporário, diz a OIT

A taxa de desemprego juvenil na Europa Ocidental está a diminuir devido principalmente a melhorias em países como Espanha, França e Itália, embora o progresso no primeiro país seja devido a particular para a expansão do trabalho temporário, disse hoje a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Genebra, 20 de novembro (EFE) .- A taxa de desemprego juvenil na Europa Ocidental está a diminuir devido em grande parte a melhorias em países como Espanha, França e Itália, embora avanços em O primeiro país se deve, em particular, à expansão do trabalho temporário, disse hoje a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

"A Espanha caiu muito baixa e atingiu o fundo, então agora Há melhorias, principalmente devido a um aumento relativo do emprego temporário ", explicou o diretor do Departamento de Política de Emprego da OIT, Azita Berar Awad, em conferência de imprensa. relatório anual sobre as tendências do emprego juvenil.

De acordo com as estimativas da OIT, o desemprego juvenil na Espanha será de 39,8% este ano, contra 44,2% em 2016 e 48%. % do ano anterior.

A projeção para 2018 aponta para uma taxa de 37,2%.

No entanto, Berar Awad disse à Efe que a melhoria em Espanha é precária, uma vez que Eu trabalho o ano todo e passar de um contrato de curto prazo para outro. "

Isso explica que, apesar da melhora na taxa de desemprego, os jovens na Espanha enfrentam o risco real de que mesmo O trabalho está em situação de pobreza.

Se os dados mais recentes indicarem que, nos jovens trabalhadores pobres da União Européia (UE), representam 12,5% de todos funcionários - em comparação com 9,5% entre adultos - esta situação ameaça até 20% dos jovens trabalhadores no caso de países como Espanha e Grécia.

A pobreza no emprego ocorre quando você ganha menos de 60% da renda média em um país.

Esta imagem mostra, de acordo com a análise da OIT, que uma década após a última grande crise financeira e econômicos, os jovens continuam a sofrer as suas devastações.

O relatório destaca que o desemprego entre os jovens (entre 15 e 24 anos) na Europa Ocidental caiu dos 19,3% estimados ano para 18,2% hoje, que ele atribui "a uma evolução positiva em certos países com alto desemprego".

A perspectiva é que a situação naquela parte da Europa continua a melhorar e que O desemprego juvenil é de 17,8% em um ano.

A nível global, os jovens sofrem de uma situação muito desvantajosa no mercado de trabalho e representam mais de 35% dos População desempregada do mundo.

Estima-se que haja 70,9 milhões de jovens desempregados em 2017.

A taxa de desemprego juvenil será de 13,1% este ano. ligeiro aumento em comparação com 13,0% registrado no ano passado.

Em 2018, espera-se que permaneça estável na mesma taxa.

As maiores taxas de desemprego juvenil correspondem ao mundo Árabe (30%) e África do Norte (28,8%), seguido pela América Latina e Caribe.

A região da América Latina e do Caribe deverá registrar o maior aumento do desemprego este ano. Desde 2004, com um aumento interanual de quase um ponto percentual, para 19,6%.

O principal motivo é a marcada desaceleração do crescimento econômico, particularmente em grandes economias, como Brasil e Argentina, "que arrastaram a dinâmica de criação de emprego na região, que parou de ocorrer nos últimos anos", explicou Berar. Awad.

Neste contexto, a boa notícia para a região é que ele tem a segunda menor incidência de jovens trabalhadores pobres, com apenas 10% dos jovens que trabalham em situações pobreza extrema ou moderada, semelhante à taxa adulta.

"O que é notável na América Latina é uma grande melhoria na formalização do emprego e consequente melhoria na a qualidade do emprego ", observou o pesquisador sênior da OIT Niall O'Higgins.

Por seu lado, Berar Awad observou que países como o Brasil, a Argentina, a Colômbia e o México adotaram políticas para ampliar a proteção social para aqueles que trabalham no setor informal, em pequenas empresas e em auto-emprego.

"Tudo isso mostra claramente o resultado que eles podem dar políticas públicas de longo prazo, pelo menos cinco a dez anos, além dos ciclos econômicos ", acrescentou.

O relatório da OIT também destacou o duplo discriminação que afeta mulheres jovens em mercados de trabalho em todo o mundo.

Com uma taxa de participação de mulheres jovens no mercado de trabalho 16,6% abaixo a dos homens, estes também sofrem uma taxa de desemprego de 34,4%, em comparação com 9,8% dos homens da mesma categoria etária.

comentários 0

?
Nenhum comentário para este artigo ainda!
EUR/USD

EURUSD=X

1.1747 -0,00 -0,24%
USD/CHF

CHF=X

0.9581 -0,00 -0,09%
GBP/USD

GBPUSD=X

1.3067 -0,02 -1,54%
USD/JPY

JPY=X

112.5670 +0,09 +0,08%
USD/CNH

CNH=X

6.8451 +0,01 +0,15%
USD/CAD

CAD=X

1.2912 +0,00 +0,06%
IBEX 35

^IBEX

9590.40 +6,70 +0,07%
IBEX MEDIUM..

INDC.MC

15377.30 -38,40 -0,25%
IBEX SMALL ..

INDS.MC

7490.80 +5,90 +0,08%
IBEX TOP DI..

INDD.MC

3047.90 +1,80 +0,06%
FTSE LATIBE..

INDB.MC

1249.20 +9,20 +0,74%
FTSE LATIBE..

INDL.MC

8444.10 +226,10 +2,75%
Abertis Inf..

ABE.MC

18.36 +0,00 +0,00%
Actividades..

ACS.MC

37.83 +1,03 +2,80%
Acerinox, S..

ACX.MC

12.24 -0,03 -0,24%
AENA, S.A.

AENA.MC

150.45 +4,75 +3,26%
Amadeus IT ..

AMS.MC

78.26 +0,46 +0,59%
Acciona, S...

ANA.MC

75.86 -0,12 -0,16%
Financial S..

XLF

28.74 -0,11 -0,39%
VanEck Vect..

GDX

18.78 -0,15 -0,79%
SPDR S&P 50..

SPY

291.99 -0,22 -0,07%
Vanguard FT..

VWO

41.80 +0,17 +0,41%
Direxion Da..

TZA

8.24 +0,12 +1,48%
Utilities S..

XLU

53.06 +0,22 +0,43%
Cookies nos ajudam a fornecer os nossos serviços.
Recuperar senha