popular:

A reforma trabalhista na Argentina divide as águas entre empregadores e sindicatos

A reforma trabalhista promovida pelo governo argentino divide as águas entre empregadores e sindicatos, que hoje mostrou sinais de que o debate sobre a iniciativa será complexo, apesar da chamada para Consenso divulgado pelo executivo.

Buenos Aires, 9 de novembro (EFE) .- A reforma trabalhista promovida pelo governo argentino divide as águas entre empregadores e sindicatos, que hoje mostrou sinais de que o debate sobre a iniciativa será complexo, apesar do pedido de consenso lançado pelo Executivo.

O ministro do Trabalho, Jorge Triaca, juntamente com o Tesouro, Nicolás Dujovne e a Produção, Francisco Cabrera, apresentaram hoje as linhas da proposta de reforma perante o comitê de direção da Confederação Argentina das Médias Empresas (CAME), que após a reunião expressou seu apoio à iniciativa.

As mudanças em termos de legislação trabalhista, fazem parte de uma série de reformas - incluindo a frente fiscal e tributária - lançada há duas semanas pelo presidente argentino, Mauricio Macri.

"As PME apoiam as reformas", disse em comunicado o presidente do CAME, Fabián Tarrío, que destacou a "vontade de dialogar" do Governo e expressou seu apoio à reforma do trabalho, que inclui medidas que tendem a reduzir o litígio entre trabalhadores e empregadores.

Ao todo, Tarrío considerou que a questão do trabalho é "tão ampla e fundamental" para vários atores ", é necessário que a discussão seja entre os protagonistas do setor trabalhista e os empresários em conjunto com o Governo e o Poder Legislativo".

O CAME Mostrou a favor das medidas que tendem a reduzir os litígios trabalhistas, aqueles que promovem a regularização dos trabalhadores informais e aqueles referentes ao novo cálculo da compensação por demissão.

Ele também congratulou-se com o fato de que, além da promoção do emprego juvenil, os benefícios são incluídos para incentivar a contratação de pessoas com mais de 50 anos.

A reforma também é encorajada por a União Industrial Argentina (UIA), o maior empregador do país sul-americano, mas afirma que as mudanças são discutidas com os centros sindicais.

"Diálogo com o setor A união é a estrada ", afirmou o vice-presidente da UIA, Daniel Funes de Rioja, quando falou em uma conferência sobre direito do trabalho em Buenos Aires.

O líder de negócios observou que A lei atual é a partir de 1974 e é necessário adaptar os regulamentos.

Os setores sindicais, no entanto, antecipam que resistirão às tentativas de reforma.

O triunvirato que comanda o A Confederação Geral do Trabalho (CGT), o maior sindicato da Argentina, se reuniu hoje para discutir a iniciativa do governo e advertiu que qualquer alteração na lei sobre contratos de trabalho O trabalho atual é "não negociável".

"O Executivo incluiu em seu projeto uma reformulação da Lei do Contrato de Trabalho, que não será aceita", disse Héctor Daer, um dos membros do triunvirato.

Os líderes sindicais advertiram que, na ausência de um acordo com o governo, o sindicato então avaliará "as possíveis medidas sindicais" para adota.

comentários 0

?
Nenhum comentário para este artigo ainda!
EUR/USD

EURUSD=X

1.1747 -0,00 -0,24%
USD/CHF

CHF=X

0.9581 -0,00 -0,09%
GBP/USD

GBPUSD=X

1.3067 -0,02 -1,54%
USD/JPY

JPY=X

112.5670 +0,09 +0,08%
USD/CNH

CNH=X

6.8451 +0,01 +0,15%
USD/CAD

CAD=X

1.2912 +0,00 +0,06%
IBEX 35

^IBEX

9590.40 +6,70 +0,07%
IBEX MEDIUM..

INDC.MC

15377.30 -38,40 -0,25%
IBEX SMALL ..

INDS.MC

7490.80 +5,90 +0,08%
IBEX TOP DI..

INDD.MC

3047.90 +1,80 +0,06%
FTSE LATIBE..

INDB.MC

1249.20 +9,20 +0,74%
FTSE LATIBE..

INDL.MC

8444.10 +226,10 +2,75%
Abertis Inf..

ABE.MC

18.36 +0,00 +0,00%
Actividades..

ACS.MC

37.83 +1,03 +2,80%
Acerinox, S..

ACX.MC

12.24 -0,03 -0,24%
AENA, S.A.

AENA.MC

150.45 +4,75 +3,26%
Amadeus IT ..

AMS.MC

78.26 +0,46 +0,59%
Acciona, S...

ANA.MC

75.86 -0,12 -0,16%
Financial S..

XLF

28.74 -0,11 -0,39%
VanEck Vect..

GDX

18.78 -0,15 -0,79%
SPDR S&P 50..

SPY

291.99 -0,22 -0,07%
Vanguard FT..

VWO

41.80 +0,17 +0,41%
Direxion Da..

TZA

8.24 +0,12 +1,48%
Utilities S..

XLU

53.06 +0,22 +0,43%
Cookies nos ajudam a fornecer os nossos serviços.
Recuperar senha