popular:

O Chile procura gerar vínculos produtivos com a América Central e o Caribe

Para aumentar os níveis de competitividade e facilitar o comércio exterior e a integração regional, o Chile está focado na geração de vínculos produtivos na América Central e na Caribe, para se adaptarem a um setor em mudança.

Guatemala, 10 de novembro (EFE) .- Para aumentar os níveis de competitividade e facilitar o comércio exterior e a integração regional, o Chile está focado na geração de vínculos produtivo na América Central e no Caribe, para se adaptar a um setor em mudança.

"O que buscamos é, por meio de investimentos diretos, ajudar a fortalecer os vínculos produtivo ", transformando as empresas de cada país em parceiros" estratégicos "que permitem exportar mercadorias através dos acordos já em vigor, explica em uma entrevista com Efe, o chefe Departamento de Investimentos Estrangeiros do Governo do Chile, Mario Benavente.

E é o seu país, que tem acordos com 64 economias, mas uma capacidade de exportação real que abrange uma demanda de 30 ou 34%, identificou o que é o problema e é por isso que decidiu expandir seu comércio, cujo principal mercado é agora a China, com 50% das exportações.

"Este nível de a concentração está começando a nos preocupar um pouco, sempre fomos amigos da diversificação equilibrada dos mercados "porque" um excesso de concentração não é muito bom ", explica Benavente, que convida você a olhar para outras áreas.

"Há um enorme intervalo inexplorado porque não há produto suficiente, o que melhor do que buscar parceiros para nos ajudar a complementar esta oferta para o mercado mundial ", proclama.

E um país onde começar a analisar essas opções mercantis é Guatemala, onde Benavente e outros funcionários acompanharam uma missão comercial chileano que começa a examinar quais são as possibilidades que lhes permitem aumentar as vendas e a sustentabilidade das empresas.

Neste país centro-americano, o primeiro em que Estes estudos preliminares foram concluídos, oportunidades foram identificadas em produtos como cacau ou café, gerados em grandes quantidades na Guatemala, mas que não chegam ao Chile, onde eles exportam outros como alimentos para animais de estimação, cana-de-açúcar, borracha ou polímeros da indústria química.

Esse aumento no comércio bilateral ocorre precisamente para gerar aqueles vínculos produtivos, nos quais os produtores guatemaltecos de cacau, por exemplo, chegaram a um acordo com outras empresas chilenas, um dos mais importantes países da confeitaria em América Latina.

Esse produto, transformado, poderia ir a outros mercados mais facilmente e na China, por exemplo, não pagaria a tarifa de 8% que atualmente desembolsa quando sai do país. Guatemala, se esse "fluxo de matéria-prima" for gerado, algo que poderia ser feito em outros produtos, como borracha ou frutas.

Questionado pela falta de segurança jurídica que muitos Na Guatemala, bem como a instabilidade política, o funcionário chileno reconheceu que a situação é "complexa" e gera "preocupação", mas seu governo ajuda a gerar uma Além disso, acrescenta, a história mostra que o investimento chileno é "anticíclico", isto é, "pior as condições mundiais, maior o investimento" porque aqueles as más condições geram "preços mais baratos" e os chilenos, quando essas circunstâncias ocorrem, aproveitem a oportunidade.

Relutante em fazer projeções, Benavente prefere trabalhar e que a O futuro mostra os resultados, mas enfatiza que o investimento chileno historicamente foi caracterizado pela geração de emprego, um grande instrumento social e de negociação, e na Guatemala, um país com que a balança comercial é equilibrada, existem grandes oportunidades e interesses mútuos.

O objetivo é continuar com os estudos nos outros países da América Central e do Caribe para identifique os produtos que possam estar ligados a ligações produtivas e também trabalhem com eles em um futuro não muito distante.

comentários 0

?
Nenhum comentário para este artigo ainda!
EUR/USD

EURUSD=X

1.1747 -0,00 -0,24%
USD/CHF

CHF=X

0.9581 -0,00 -0,09%
GBP/USD

GBPUSD=X

1.3067 -0,02 -1,54%
USD/JPY

JPY=X

112.5670 +0,09 +0,08%
USD/CNH

CNH=X

6.8451 +0,01 +0,15%
USD/CAD

CAD=X

1.2912 +0,00 +0,06%
IBEX 35

^IBEX

9590.40 +6,70 +0,07%
IBEX MEDIUM..

INDC.MC

15377.30 -38,40 -0,25%
IBEX SMALL ..

INDS.MC

7490.80 +5,90 +0,08%
IBEX TOP DI..

INDD.MC

3047.90 +1,80 +0,06%
FTSE LATIBE..

INDB.MC

1249.20 +9,20 +0,74%
FTSE LATIBE..

INDL.MC

8444.10 +226,10 +2,75%
Abertis Inf..

ABE.MC

18.36 +0,00 +0,00%
Actividades..

ACS.MC

37.83 +1,03 +2,80%
Acerinox, S..

ACX.MC

12.24 -0,03 -0,24%
AENA, S.A.

AENA.MC

150.45 +4,75 +3,26%
Amadeus IT ..

AMS.MC

78.26 +0,46 +0,59%
Acciona, S...

ANA.MC

75.86 -0,12 -0,16%
Financial S..

XLF

28.74 -0,11 -0,39%
VanEck Vect..

GDX

18.78 -0,15 -0,79%
SPDR S&P 50..

SPY

291.99 -0,22 -0,07%
Vanguard FT..

VWO

41.80 +0,17 +0,41%
Direxion Da..

TZA

8.24 +0,12 +1,48%
Utilities S..

XLU

53.06 +0,22 +0,43%
Cookies nos ajudam a fornecer os nossos serviços.
Recuperar senha